acc-mg

Os colecionadores mineiros de camisas de futebol se reuniram pela primeira vez em 2015, no último dia 17 de maio. E o local escolhido para o grande encontro foi o Buritis, mais precisamente no Quintino Restaurante & Petiscaria. Cerca de 20 membros da Associação dos Colecionadores de Camisas de Minas Gerais (ACC-MG) estiveram presentes no evento, onde tiveram a oportunidade de expor suas camisas, além de estabelecer contato sobre venda e troca de informações. 

O que começou como um encontro informal entre amigos hoje se tornou coisa séria. A ACC-MG conta atualmente com mais de 100 associados, e não importa qual a forma da coleção. Existem no grupo colecionadores de camisas de uma equipe apenas, outros só de seleções, outros só de times. Tem quem está começando agora e soma apenas três camisas. Resumindo: não há qualquer tipo de descriminação Basta ter o amor pelo futebol.

Presidente e fundador da associação, Frederico Jota é um grande colecionador. Apaixonado por futebol já acumula cerca de 1500 camisas em sua coleção e está longe de parar. Só no dia do evento adquiriu mais cinco. “Este encontro é a cereja do bolo. Sempre conversamos, trocamos informações sobre como adquirir uma camisa. E é aqui que tudo isto é mostrado”.

Dentre tantas camisas, algumas são especiais. A preferência é por aquelas mais difíceis, raras como por exemplo, das seleções de Moçambique e Liechtenstein ou de um clube da Geórgia. Jota conta com empolgação da camisa que adquiriu do Club Atlético Minero, do Peru, um homônimo do conhecido time da nossa capital. “É interessante porque este time é novo, de 1997. Ele foi fundando por mineiros que trabalham nas minas, mas também tiveram como referência o nosso Atlético aqui. É uma camisa que guardo com muito carinho”.

Cássio Arantes Lira, um dos diretores do Quintino, mostrou muita satisfação em ver seu estabelecimento abrigar o encontro. Também colecionador de camisas de futebol, acredita que o restaurante tem tudo a ver com o evento, uma vez que o futebol é uma de suas essências. “Foi um privilégio. O espaço comportou muito bem as exposições, as pessoas que passaram por aqui gostaram, valeu a pena. Já estamos marcando de trazer novamente
o encontro para cá”.

 

Moradores também aprovam

 

O servidor público Euler Teles Caetano foi um dos moradores do Buritis que compareceram ao encontro. Segundo ele, fazia uma
caminhada pela Mário Werneck quando percebeu o movimento no Quintino e ficou curioso. Assim que soube do que se tratava não perdeu tempo e foi conferir de perto as camisas. “Eu sou um amante do futebol e conhecer estas camisas foi algo muito especial. Espero que o encontro aconteça mais vezes no bairro”. Sobrinho de Euler, Pedro Teles é um apaixonado por camisas
de futebol. Conferia de perto cada detalhe das camisas que estavam expostas. Algumas chamavam a atenção por não serem conhecidas no nosso país e outras por alguma razão especial no momento como, por exemplo, a do modesto Guaraní do Paraguai, time que ficou conhecido após eliminar o Corinthians da Taça Libertadores deste ano. “É muito legal ver todas estas
camisas. Já possuo algumas e espero fazer parte deste grupo no futuro”, ressalta o jovem.

 

Como participar
O encontro no Buritis foi o 11º da Associação dos Colecionadores de Camisas de Minas Gerais. Eles realizam dois por ano, um em cada semestre. O que começou em pequenos bares, atualmente acontece em grandes espaços. Nos últimos dois anos, ele foi realizado no Mineirão e no Shopping Estação. O Quintino foi a volta da reunião em bares e restaurantes. Como já citado na reportagem, a associação não é fechada. De acordo com Frederico Jota qualquer colecionador pode fazer parte. Contudo, é preciso seguir um código de ética. “Nós sabemos muito bem como funciona este mercado. Se uma pessoa chegar e elevar o
preço de uma camisa, querer fazer da ACC um negócio, ela está fora”, destaca o presidente. Mais informações sobre a associação e como participar podem ser encontradas no blog do Frederico Jota (http://fredericojota.blogspot.com.br) ou no seu
Twitter @FredericoJota.

 

Fonte:Jornal do Buritis

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2019 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?