Comunidade

Buritis: onde os pets são bem-vindos

Foi-se o tempo em que os animais de estimação viviam apenas confinados no quintal, presos em correntes e dormindo em casinhas de madeira e pouco desfrutavam das dependências da casa. Hoje, lugar de pet é junto do seu dono. São cada vez mais companheiros, dormem em camas (muitas vezes até na do próprio dono), sofás e comem embaixo da mesa (quando não têm lugar cativo ao lado dos donos mesmo). Sendo assim, nada mais justo que também levá-los às compras e passeios. No Buritis, muitos estabelecimentos já entenderam esta realidade e, para não perderem o cliente, permitem que os donos entrem no local acompanhados do fiel escudeiro.

Quem tem um bichinho em casa sabe que eles são como filhos. Por isso, passar um longo dia fora pode ser um sacrifício para quem tem tamanho zelo e não gosta de desgrudar nem um minuto sequer de seu pet. Pensando em agradar a esse tipo de cliente, vários estabelecimentos comerciais do Buritis já adaptaram a sua rotina para receber os bichanos. No Shopping Vila Buritis, por exemplo, eles são muito bem-vindos. Tanto que, até pouco tempo, havia uma placa na entrada dando boas vindas aos pets. Ela só foi retirada porque precisaram de espaço na vitrine. “Aqui entra cachorro pequeno, grande, não tem preconceito. Eles animam o ambiente. Alguns já chegam e entram na minha loja”, comenta Celso Senna, proprietário da T-Shirts Point.

Ainda de acordo com Celso, ele nunca passou por qualquer transtorno devido à presença dos pets em sua loja. “Não tem sujeira, nunca vi um cão avançar em ninguém. O dono que vai com seu animal em um local público sabe bem o temperamento dele e sua forma de se comportar”.

Comerciante e amante dos animais, Sinara Aparecida mostra que a presença dos pets não atrapalha em nada as vendas. Frequentemente ela leva a Melina, sua Yorkshire, para o trabalho. A cadelinha chega e já toma conta do espaço. “Não prejudica em nada, muito pelo contrário, a presença dela traz alegria, cativa os clientes, e cliente feliz
significa boas vendas”.

Moradores aprovam

Além do Vila Buritis, o Shopping Paragem também permite a presença de pets, desde que não frequentem a praça de alimentação. Assim como os centros comerciais, a maioria das lojas também aceita os bichanos, como bares e restaurantes que permitem a sua presença nas mesas que ficam nas calçadas. A maior restrição fica realmente aos supermercados, que por medida de higiene, não liberam a entrada de animais. Contudo, eles já ambientaram espaços externos para que os animais possam ser amarrados com segurança. “Sou moradora do Buritis e fico muito feliz em ver que o meu bairro oferece tantos espaços para frequentar com a Melina. Sempre vou em bares e restaurantes com ela”, comenta Sinara.

A advogada Aparecida Blasco também não deixa para trás a sua cadelinha Lina, da raça Lhasa Apso, quando vai às compras. De acordo com ela, nunca teve qualquer tipo de constrangimento provocado por sua pet. Ao contrário, ela já sofreu foi por ter sido barrada de entrar em alguns lugares. “Aqui ainda é muito atrasado nessa questão. Em países de primeiro mundo os pets são muito bem aceitos em qualquer lugar. Que bom que, pelo menos no meu bairro, tem vários lugares que permitem a presença de animais”, ressalta.

De carrinho

Um serviço que tem chamado a atenção neste setor pet-friendly, em que animais de estimação são bem-vindos, é o oferecido no Ponteio Lar Shopping, que fica muito próximo ao nosso Buritis. O espaço carrinhos para o pet passear pelo shopping. Para usar o Dog Car, projetado para cachorros de pequeno porte, basta carregar o animal no colo do estacionamento até a administração. Na área de alimentação eles não são permitidos. “É uma realidade já bastante consolidada em grandes centros comerciais, os empreendimentos precisam se adequar às exigências e tendências das famílias. Muitas pessoas fazem questão de ter seu pet por perto e o Ponteio é um lugar muito agradável, um shopping aberto e nosso objetivo é receber bem aqueles que os clientes tanto amam”, diz Ana Paula Alkmim, coordenadora de marketing.

Cliente do shopping, a arquiteta Roberta Fermann diz que esta ideia do Ponteio é uma tendência dos dias atuais. “Para um profissional que goste que o seu pet o acompanhe o Dog Car é muito legal, é um serviço que nos aproxima e os torna ainda mais nossos companheiros”.

Atenção à etiqueta

Passear com os pets em locais públicos e levá-los sem preocupação aos estabelecimentos frequentados pelos donos requer alguns cuidados que precisam ser seguidos à risca.

Normalmente, espaços pet friendly disponibilizam as áreas externas para receber os bichinhos. Isso acontece não porque outras pessoas podem se incomodar com a presença deles, mas porque há leis que proíbem entrada e permanência de animais em ambientes fechados, sobretudo onde são preparados ou servidos alimentos.

Em BH, uma lei e um decreto  municipais tratam do assunto. Para não errar e evitar dor de cabeça na hora do lazer, fique atento: mantenha seu animal perto de você, cachorros devem ficar na coleira; leve uma sacolinha para recolher o cocô: deixar sujeira para trás é inaceitável; leve um recipiente pequeno para oferecer água ao bichinho e evite dar comida na mesa. Se o pet não for tão sociável, melhor deixá-lo em casa para não aborrecer o restante da clientela.

 

Fonte: Jornal do Buritis

 

Meu Bairro Buritis

Relative Posts

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.