É lançado hoje (06/11) o edital do Outros Territórios – Chamada Internacional de Projetos para Intervenção Urbana. A ideia é reunir um conjunto de intervenções efêmeras que serão propostas para o Buritis, montanhoso bairro da região Oeste de Belo Horizonte, possibilitando uma mudança instantânea em sua paisagem por meio da ocupação de “palafitas” (vigas e pilares aparentes) de diversos prédios ao mesmo tempo. Poderá ser criado um circuito de visitação a pé às instalações: projeções de vídeo, light art, peças de teatro, horticultura, paisagismo, pinturas, esportes radicais, entre outras possibilidades de ocupação dos espaços privados e vazios.

Além do roteiro livre de visitação às obras, Outros Territórios pretende se configurar como um promotor de debates em torno de questões relativas à cidade, explorando interfaces entre arquitetura, artes visuais, iluminação pública e paisagem urbana, e problematizando a gestão da cidade, os passivos ambientais e arquitetônicos, os vazios urbanos e o mercado imobiliário.

“Discussões inovadoras como essas estão na agenda dos mais atentos agentes culturais do século XXI. É por isso que estamos entusiasmados por lançar uma plataforma de debates que será compartilhada por criadores e moradores do bairro e da cidade e que patrocinará uma nova mirada sobre o Buritis e vazios urbanos”, afirma Carlos Teixeira, fundador do escritório de arquitetura Vazio S/A, integrante da Comissão Organizadora, formada ainda pelo Coletivo Aurora e o curador Eduardo de Jesus.

 

Como participar

As ideias podem ser apresentadas por profissionais e estudantes (pessoas físicas ou jurídicas) atuantes nas áreas de arquitetura, artes visuais, paisagismo, design e artes performáticas. As propostas devem ser elaboradas através de textos e imagens (desenhos, fotografias, perspectivas, montagens e colagens) e devem incluir uma estimativa resumida de custos. As intervenções sugeridas devem explorar as potencialidades de dez palafitas destacadas no edital e devem ser exequíveis. O site oficial do concurso com todos os detalhes é o www.outrosterritorios.com.br.

Na primeira fase, as propostas finalistas serão apresentadas numa exposição no Viaduto das Artes (viadutodasartes.com), um instigante espaço cultural na região do Barreiro, em Belo Horizonte, instalado sob dois viadutos e sintonizado com o conceito geral do Outros Territórios, de explorar as possibilidades de ativação de lacunas urbanas infraestruturais. Na segunda fase, as propostas serão discutidas com potenciais patrocinadores para que possam ser efetivamente construídas durante o Festival Cultural Outros Territórios, em planejamento para meados de 2019.

Todas as propostas que atenderem aos critérios de habilitação e forem selecionadas ficarão disponibilizadas para consulta do público no site oficial do concurso, passando a ser integrante de uma galeria online de possibilidades de ocupação de vazios de palafitas. A premiação consiste na exposição dos finalistas no Viaduto das Artes. Se confirmado o festival, em meados no ano que vem, os autores das propostas premiadas serão convidados a desenvolver os seus projetos, dentro de um orçamento de até R$ 20 mil.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 22/01/2019 por meio do preenchimento de formulário digital disponível no site oficial. A divulgação do resultado será em 29/01/2019. A abertura da exposição e da mesa de debates ocorrem no primeiro trimestre de 2019.

 

Sobre o Buritis e suas palafitas

O Buritis era uma fazenda na Zona Sul de Belo Horizonte que se transformou vertiginosamente num fenômeno denso e verticalizado em pouco mais de uma geração. Maior canteiro de obras da cidade nas décadas de 1980 e 1990, hoje é um dos bairros que oferece o maior número de unidades habitacionais de BH. Muitos dos edifícios foram construídos em terrenos de topografia acidentada, com palafitas que chegam a ser mais altas do que os próprios prédios que sustentam.

“Prova dos mecanismos irracionais da Lei de Uso e Ocupação do Solo e da pressão do mercado imobiliário local, em poucos anos os morros marcados por uma palmeira típica do cerrado, o buriti, se transformaram numa cacofonia de edifícios esquizofrênicos”, afirma o arquiteto e urbanista Carlos Teixeira.

A nova Lei de Uso e Ocupação do Solo de Belo Horizonte, atualmente em tramitação na Câmara dos Vereadores, determina que todas as construções estruturadas sobre palafitas deverão apresentar algum tipo de, nos termos descritos na lei, tratamento estético. Outro objetivo do Outros Territórios é antecipar possíveis soluções para esse enorme passivo arquitetônico que, lamentavelmente, está presente no Buritis e em várias outras regiões de Belo Horizonte e mundo afora.

 

Comissão Organizadora

O Vazio S/A, fundado pelo arquiteto Carlos Teixeira, em 2003, é um escritório de arquitetura que busca uma postura propositiva e ativa: uma visão da informalidade, dos vazios e do mercado como algo que possa nos indicar novos projetos e oportunidades. À visão de uma prática de escritório convencional (casas, edifícios comerciais e desenho urbano, por exemplo) está associada a experimentação através de concursos de arquitetura, publicações, parcerias com grupos sociais e artísticos, e intervenções urbanas efêmeras que propões novas relações entre a cultura contemporânea e a arquitetura. Junto com o grupo de teatro Armatrux, já ocupou dois prédios do Buritis, na rua Stela Hanriot, por alguns meses em 2001 e 2004 (www.vazio.com.br/projetos/amnesias-topograficas-ii)

O Coletivo Aurora é uma iniciativa das arquitetas, urbanistas e designers de iluminação Mariana Novaes, Paula Carnelós e Diana Joels, atuantes no ramo da luz para os espaços construídos em suas respectivas empresas: Atiaîa Design, Acenda e concepDUAL.

Eduardo de Jesus é curador na área do audiovisual, arte contemporânea e tecnologia. Coordenou, com Jochen Volz, cursos numa parceria IEC-PUC Minas e Inhotim, e foi curador de “Esses Espaços” e “Densidade Local”, entre outras mostras.

 

Anexos

Confira o mapa do percurso e detalhes dos 10 endereços – das ruas Cônsul Walter, Tereza Mota Valadares, Fidélis Martins e Maria Heilbuth Surette – denominados palafita-pomar, palafita-caverna, palafita-empena, palafita-indiscreta, palafita-caleidoscópica, palafita-esbelta, palafita-dos-cachorros, palafita-comum, palafita-gigante-I, palafita-gigante-II. Mais detalhes sobre os endereços aqui: https://www.outrosterritorios.com.br/chamada_de_projetos/#inscricoes.

 

SERVIÇO

Chamada de Projetos Outros Territórios

Inscrições: até o dia 22/01/2019

Informações: www.outrosterritorios.com.br

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2018 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?