Continuando nossa série de entrevistas com os pré-candidatos a vereador residentes da região.  Dessa vez, teremos vários candidatos do Buritis nas próximas eleições. E se algo na nossa bagunçada história política recente nos ensinou, é que precisamos votar com mais cuidado e atenção. E é unânime a opinião de que é importante elegermos representantes locais. Já entrevistamos o Sr. Paulo Gomide e o Sr. Ivo Villani. Estamos aguardando retorno ainda de : Braulio Lara, Frederico Padovani, Luciana Crepaldi e Simone Penna. Agora conversamos com Marcelo de Abreu e Lima, candidato pelo recém criado partido Novo.

MEU BAIRRO BURITIS: Conte para gente por favor um pouco da sua história pessoal.
MARCELO DE ABREU E LIMA: Meu nome é Marcelo de Abreu e Lima, 57 anos. Sou carioca mas moro em BH há mais de 20 anos. Sou casado e tenho dois filhos. Me formei em Jornalismo pela ECO/UFRJ, mas trabalho com música desde os dois últimos anos da faculdade. Sou tecladista e já toquei com muita gente famosa: Kid Abelha, João Penca, Rosana, Nilson Chaves, etc. E com mineiros em especial: Marku Ribas, Marcello Dinis, etc. Atualmente toco numa banda de anos 80 chamada Chevette Hatch. Tudo isso tem vídeo na internet.

MBB: Conte um pouco também sobre sua história no Buritis e sua vivência no bairro.
MAL: Me mudei do Rio em 1995 e vim morar direto aqui no Buritis. Portanto, conheço muito bem mesmo o bairro. Conheço as pessoas, as famílias, os comerciantes,… e, principalmente, a turma bacana da ABB. Foi aqui em BH que tomei a plena consciência da minha cidadania através de uma participação maior nas entidades extra governamentais que procuram o bem social. Fui presidente da ABB no biênio 2004/06.

MBB: Muitos moradores nos questionam dizendo que sequer conheciam a ABB ou que acham que ela tem pouca efetividade. O que você acha sobre isso? Os moradores tem razão de reclamar ou falta as pessoas procurarem de envolver mais?
MAL: Sinceramente, é a segunda opção: falta às pessoas procurarem se envolver mais. A ABB está aberta a qualquer um. Tem reuniões periódicas. Quem quiser, pode entrar em contato a qualquer momento pelos vários canais oferecidos. A participação é maior quando há algum problema envolvido. As pessoas cobram muito. Não estão erradas não. Mas a ABB fica impotente perante o poder público se não tiver o respaldo da população. Sua atuação é limitada, infelizmente.

MBB: A participação nas redes sociais é importante e tem sido bastante intensa. Dá pra levar isso pra “mundo real” e fazer acontecer o que se reivindica no virtual?
MAL: Penso que a atuação no mundo virtual é um reflexo do mundo real. As pessoas ganharam essa ferramenta poderosa que é poder dar sua opinião e ela ser registrada e ouvida por algumas centenas, no mínimo, de outras pessoas. Não penso nos excessos que encontramos na rede. A grande maioria quer se manifestar de forma legítima. Tem que ser ouvida.

MBB: Você se lançou como pré-candidato a vereador nas próximas eleições. Quais seus projetos, caso eleito?
MAL: A primeira função básica de um vereador é fiscalizar as finanças públicas. Quero acompanhar cada detalhe das verbas do orçamento: sua origem, seu destino e sua finalização. Vou sempre procurar reduzir custos desnecessários e/ou abusivos, inclusive e sobretudo dos gabinetes dos vereadores. A segunda prioridade é buscar o desenvolvimento socioeconômico da cidade, incentivando a livre iniciativa, a meritocracia e o empreendedorismo, mas focando na igualdade de oportunidade através de uma educação e saúde que elimine os contrastes sociais.

MBB: Na sua opinião, seria importante para a comunidade eleger um representante local nestas eleições?
MAL: Claro, sempre! Um vereador não deve brigar somente pelo seu bairro. Ele é um representante da cidade como um todo. Mas no local onde mora ele tem, com certeza, mais experiência e conhecimento dos problemas. Que são comuns a outras localidades. Uma coisa alimenta a outra e se completam. O importante é ver como o possível vereador vai se relacionar com as entidades comunitárias locais.

MBB: O que um vereador eleito pelo bairro poderia ajudar, especificamente?
MAL: Poderia sugerir obras que são demandas prioritárias da comunidade. Poderia influenciar nas políticas públicas em relação ao bairro. Coisas como tráfego, segurança, saúde, educação, para tudo há uma demanda. O Buritis não tem um posto de saúde próprio. Não há escola nem creche pública no bairro. Me parece um absurdo se pensarmos no tamanho e peso do bairro na economia e na totalidade do município.

MBB: Quais você acha que são os pontos fortes do bairro e quais os principais problemas? E quais suas sugestões para resolvê-los
MAL: Os pontos fortes são muitos. Difícil descrever todos. 1) O Parque Aggeo Pio Sobrinho, uma reserva de verde dentro do bairro; 2) O comércio. O Buritis possui o que há de melhor do comércio de BH. Praticamente todas as empresas de supermercado estão ao alcance do morador do bairro, é só escolher. Negativos? Como já disse anteriormente: a falta de um posto de saúde e escola públicas. O trânsito também é sempre um problema. É um semáforo que falta aqui, estacionamento, sentido das ruas, ponto de ônibus, fiscalização, etc. E a segurança, que sempre merece atenção da qual não podemos nunca nos descuidar.

MBB: Quais suas expectativas para o bairro e região no futuro próximo? Dá para esperar melhorias ou novidades?
MAL: Sempre espero o melhor. Não tem muito tempo que a especulação imobiliária no bairro foi contida pela mudança na lei de ocupação. Então, o crescimento desordenado e vertiginoso foi estancado. Torcemos por uma estabilidade na população do bairro, que é a maior densidade demográfica do município de Belo Horizonte. Quanto a outros benefícios, claro vai depender de quem ocupar a Câmara de Vereadores e a Prefeitura.

MBB: Muito obrigado pela entrevista. Gostaria de deixar algum recado para os moradores e frequentadores?
MAL: Gostaria de conclamar o caro cidadão e eleitor a pensar, analisar e exercer seu direito ao voto de forma consciente e plena. Tudo começa no município, que é onde moramos. Nada de votar e esquecer o nome um ano depois. Tem que votar e acompanhar, sempre. Agradeço a oportunidade dada pelo site Meu Bairro Buritis.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2019 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?