Apesar de extremamente perigoso, muitos motoristas insistem em fazer uma conversão proibida no cruzamento de duas das vias mais movimentadas do Buritis. O encontro das avenidas José Rodrigues Pereira e Senador Lima Guimarães continua sendo um dos locais com maior número de acidentes de trânsito registrados no bairro. Infelizmente, a grande maioria deles causado pela irresponsabilidade dos condutores, que não respeitam a placa de proibido entrar à esquerda, quando se está subindo a José Rodrigues Pereira sentido Raja Gabaglia. A reportagem do JORNAL DO BURITIS esteve no cruzamento e, em poucos minutos, pôde perceber a imprudência dos motoristas e os constantes riscos de acidentes.

Para reduzir um pouco de tempo e distância, muitos condutores optam em fazer a conversão perigosa e proibida. Até mesmo o retorno na própria Avenida Senador Lima Guimarães é muito comum. Quem trabalha diariamente próximo ao cruzamento, relata os acidentes. “Ouvir pneu cantando e buzina é o tempo todo. Quem não consegue parar, não tem jeito. São esbarrões e acidentes. Recentemente um motoqueiro descia a José Rodrigues e um carro entrou em sua frente para fazer a conversão. O acidente foi feio. Ele teve a perna fraturada”, lamenta Flávio Silva dos Santos, que trabalha com motocicleta e teme pela sua segurança. “Eu costumo subir até onde existe o semáforo e fazer o retorno para poder entrar aqui na loja com segurança”.

Tales Alves trabalha em uma oficina na Avenida Senador Lima Guimarães. Ele concorda que a imprudência dos condutores é a maior responsável pelos acidentes no cruzamento, contudo, acredita que também existem falhas que deveriam ser observadas pelas autoridades de trânsito. “A placa proibindo fazer a conversão fica muito em cima. Alguns motoristas que não conhecem o bairro acabam entrando errado e podem ocasionar um acidente sem intenção. Mas, a grande maioria sabe muito bem o que está fazendo”, afirma.

Celso Zeferino trabalha há oito anos próximo ao encontro das avenidas José Rodrigues Pereira e Senador Lima Guimarães. Segundo ele, já chegou até a tentar fazer um abaixo-assinado para pedir uma solução para o problema da falta de segurança no cruzamento, entretanto, a iniciativa acabou não seguindo adiante. “Acredito que um semáforo ou mesmo uma rotatória resolveria o problema. O certo é que da forma como está não pode continuar”.

Celso reclama ainda da atuação das autoridades de trânsito diante da situação. “A BHTrans vem muito aqui. Eles estacionam o carro meio escondidos e ficam multando quem descumpre a sinalização. Parece que preferem ganhar dinheiro do que resolver o problema e salvar vidas”, finaliza.

 

Fonte: Jornal do Buritis

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2019 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?