Este é um editorial que talvez seja mais voltado para as pessoas que moram em outras regiões da cidade e que pensam ou planejam se mudar pra cá. O Buritis é um bairro muito atraente, cheio de qualidades, e com isso acaba realmente sendo alvo de muita gente. Não é a toa que em poucos anos cresceu a ponto de se tornar o segundo mais populoso da capital. Obviamente que com isso vieram vários transtornos. O crescimento desenfreado e sem o devido planejamento, proporcionado pelo boom imobiliário, acabou trazendo uma superpopulação e com ela alguns problemas que não haviam antes.

Quando se fala de Buritis por aí é muito provável que você vai ouvir reclamações ou perguntas sobre o trânsito caótico. Chegou a se tornar uma verdadeira lenda urbana. E muito disso se deve aos próprios moradores que estão sempre reclamando dos congestionamentos. Mas será que isso procede de verdade?

A resposta pode não ser tão simples assim. É claro que nosso bairro, como parte integrante de uma grande metrópole, e com a já citada superpopulação, tem problemas de congestionamentos. Muito precisa ser feito. Ninguém pode querer tampar o sol com a peneira. Um dos principais projetos da atual Associação de Moradores é o chamado Anel do Buritis, que comtemplaria uma série de intervenções no trânsito local a fim de torná-lo mais fluido e minimizar os problemas. Então, sim, o trânsito é um problema aqui.

Mas então por que eu disse que a resposta não é tão simples? Bem, de novo, somos parte de uma grande capital. Afinal não são raríssimos os locais dessa cidade que não tem problemas de trânsito? Quem está acostumado a transitar por outras regiões de BH sabe que naqueles horários considerados de rush o trânsito é terrível na cidade toda. Os moradores do Belvedere também sofrem. Quem transita pela Av.do Contorno por volta de 18h também sofre. Av. Amazonas, Centro da cidade, Savassi…. não tem muito pra onde correr. Essa é uma realidade de quem vive em grandes cidades.

No caso do Buritis o grande problema no trânsito são 3 horários de pico que envolvem os horários de entrada / saída do trabalho e de alunos, especialmente das universidades presentes na região: 1- de manhã bem cedo, quando todos estão saindo pro trabalho, por volta de 8h da manhã, 2- o tradicional horário do rush quando todos voltam do trabalho às 18h,  e 3- o horário de saída dos alunos dos cursos noturnos, por volta de 22h. Nesses horários realmente há um excesso de carros ao mesmo tempo nos mesmos pontos, em especial na região principal da Av. Prof. Mário Werneck próximo à UNI-BH.

Pelas características geográficas do bairro, todo mundo acaba se encontrando nesses horários nesses mesmos pontos. O Buritis é um bairro geograficamente um pouco diferenciado dos outros da cidade. Somos uma região quase ilhada.  Isso faz com que tenhamos poucas entradas / saídas do bairro, que acabam desenbocando nos mesmos locais.

Por outro lado, o crescimento mais recente do bairro nos aproximou bastante do vizinho Palmeiras, e da saída pro Anel Rodoviário. Antigamente toda população do Buritis / Estoril ficava restrita a aquele mesmo pomto complicado, já citado antes. Hoje há opções. Pode-se pegar o Anel, ou sair em direção a Av Teresa Cristina, passar por dentro do Palmeiras em direção ao bairro Betânia…  Além dessas opções, se você não é estudante ou se tem horários de trabalho diferenciados ou mais flexíveis, pode se dar ao luxo de fugir desses 3 horários de pico. Nesse caso você é muito sortudo e praticamente nunca verá trânsito pesado. Por último podemos citar os  casos da galera que mora aqui e também estuda ou trabalha aqui dentro do bairro mesmo. Quando se está perto, o trânsito não é um grande problema.

Enfim, resumindo, sim o trânsito nos horários de pico é pesado, mas na cidade toda também é. Nesse ponto não creio que o Buritis seja tão diferente de qualquer outra região da cidade. Precisamos tentar fazer o possível para amenizar os problemas. Procurem e formem grupos de caronas para tentarmos diminuir o volume de veículos nas ruas. Seja paciente no trânsito e especialmente procure dirigir com atenção e cautela, seguindo à risca as regras de trânsito. Seja gentil, dê passagem. Utilize as setas. Não estacione em locais proibidos, e nunca em fila dupla. Respeite a sinalização. Outra boa dica é participar ativamente das ações da ABB (Associação de Moradores do Bairro Buritis). Seja um cidadão atiuante. Cobre das autoridades a solução para os problemas. Se todo mundo ajudar podemos transformar o bairro e a cidade.

 

 

 


Leonardo Orrico
Publicitário, entusista das redes sociais, administra o projeto Meu Bairro Buritis junto com sua esposa e seus quatro gatos, tentando fazer sua parte para um mundo melhor, começando pelo seu bairro. 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2018 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?