No fim de 2015 foi concretizado um desejo antigo de muitos moradores do Buritis. O trecho do Córrego do Cercadinho, que fica na Rua Pedro Laborne Tavares, entre a Avenida Engenheiro Carlos Goulart e a Rua Senador Lima Guimarães, passou por uma grande obra para conter a força da água em dias de fortes chuvas, o que causava grandes alagamentos na região. Contudo, era preciso esperar o próximo período chuvoso para se ter a certeza de que o serviço realizado estava a contento. As chuvas vieram e, até o momento, o resultado não poderia ter sido melhor. Em nenhum momento houve sinal de enchentes no local.

Diretora do Colégio Batista Mineiro, que fica bem em frente ao córrego, Sandra Beconha é só elogios à obra. Durante anos ela brigou pela causa, uma vez que sentia na pele o problema. Perdeu a conta de quantas vezes teve de lidar com as inundações. “Dessa vez a chuva está sendo uma bênção, como sempre deveria ser. Tem horas que até esquecemos que tem um córrego aqui ao lado”.

Além da contenção da água, a obra também serviu para abrir o restante da Rua Pedro Laborne Tavares e assim dar acesso aos veículos vindos da Avenida Engenheiro Carlos Goulart e da Rua Senador Lima Guimarães, que são duas importantes vias do bairro. De acordo com Sandra, esta abertura mudou o cenário na região. “Era muito lixo jogado aqui, o que gerava um enorme mal-cheiro e facilitava a proliferação de pragas. Hoje não tem mais. Também não se ouve mais falar da presença de marginais, que utilizavam o local para fugas e consumo de drogas. Sem contar a melhoria para a mobilidade urbana”.

Em uma questão mais particular, a diretora ressalta o ganho na segurança de seus alunos. Segundo ela, antes era tão preocupante o fato de o córrego ser aberto que, para amenizar o problema, a própria escola instalou uma grade em volta do trecho não pavimentado. “Apesar do trânsito liberado ficou mais seguro, uma vez que não são realizadas manobras em frente ao colégio. Além disso, a Prefeitura está mantendo uma boa limpeza no local”, diz.

Para o futuro

Apesar da enorme satisfação com a obra, o sonho ainda não está completamente realizado. A comunidade segue aguardando por uma canalização do Córrego do Cercadinho, pois somente assim haveria a certeza do fim das inundações. Porém, esta é uma obra que iria gerar muito custo aos cofres do município. Estima-se que, apenas para abertura da rua, foram gastos em torno dos R$200 mil.

 

Fonte: Jornal do Buritis

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

FALE CONOSCO

Envie-nos uma mensagem

Enviando

©2019 Meu Bairro Buritis | Todos os direitos reservados

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?