Geral

Quedas de energia causam prejuízos

Há alguns meses, o JORNAL DO BURITIS relatou as dificuldades pelas quais moradores e comerciantes do bairro estavam vivenciando, em virtude das constantes quedas de energia. Na ocasião, a Companhia de Energia Elétrica de Minas Gerais (Cemig) citou que o problema poderia estar ocorrendo em razão das chuvas do período de veraneio. Contudo, mais alguns meses se passaram, as chuvas terminaram, e mesmo assim, o problema continua, ou pior, aumentou.

Morador da Rua Professor Miguel de Souza, Faride Chamone conta que se mudou para o Buritis há cerca de cinco anos. De lá para cá chegou a presenciar algumas quedas de energia, mas nada se compara ao que ocorre este ano. Segundo ele, em três, quatro meses, aconteceram cerca de dez picos de energia no prédio onde mora. “É algo absurdo. Morei no Gutierrez por muitos anos e nunca vivenciei nada parecido. No Buritis, um bairro nobre, é inacreditável que isto ocorra”, desabafa.

As quedas de energia não trouxeram apenas transtornos do dia a dia para o morador do Buritis, como não poder utilizar um aparelho eletrônico ou ficar preso por algum tempo dentro do elevador, o problema já pesou em seu bolso. “Minha impressora queimou e o elevador aqui do edifício também sofreu danos. Da minha impressora o prejuízo foi de R$1500 e do elevador, a peça de troca custou R$1800”, informa o morador.

Inconformado com a situação, Faride Chamone buscou seus direitos. Em contato com a Cemig, a companhia enviou um técnico à sua residência para verificar o defeito na impressora. Para sua surpresa, o profissional garantiu que o dano não poderia ser devido à queda de energia, uma vez que não havia sinais de queima no interruptor. Procurada, a ANEEL seguiu o laudo do técnico. “Diante destes argumentos procurei um assistente técnico, que me garantiu que uma queda de energia pode sim danificar um aparelho eletrônico, sem que o interceptor seja queimado. A Justiça deverá ser mesmo o caminho a ser tomado”, indaga

Resposta

Através de sua assessoria de comunicação, a Cemig se limitou a responder a respeito dos problemas na Rua Professor Miguel de Souza. Segundo ela, “uma equipe foi deslocada para identificar o motivo das interrupções no fornecimento de energia na via. Os técnicos constataram que o contato de pássaros com o para-raios do transformador que atende a rua acabou danificando o equipamento. Dessa forma, outra equipe foi acionada em caráter de urgência para substituir o equipamento. Será instalado um equipamento mais seguro, que minimiza as chances de falhas”, finaliza.

À época de nossa primeira reportagem, a Cemig havia informado que os temporais que atingiram Belo Horizonte nos últimos meses de 2016 e início de 2017, resultaram em quedas de árvores e objetos sobre a rede e foram o principal motivador das falhas no sistema elétrico em diversos bairros da capital, inclusive no Buritis.

 

Fonte: Jornal do Buritis

 

 

Meu Bairro Buritis

Relative Posts

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.